Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Calero denunciou à PGR ameaça de morte de Lúcio Vieira Lima

Calero denunciou à PGR ameaça de morte de Lúcio Vieira Lima

O Antagonista apurou que Marcelo Calero formalizou à PGR um pedido de investigação de crime de ameaça de morte por parte do deputado federal Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel. De acordo com a publicação, Calero afirmou que a ameaça foi feita em novembro de 2016 numa conversa de Lúcio com o presidente da Fundação Palmares, Erivaldo Oliveira, que contou o caso ao ex-ministro.

Os Vieira Lima
Foi denunciado por lavagem de dinheiro e organização criminosa ao Supremo Tribunal Federal (STF) o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB). A autoria da denúncia foi da Procuradoria Geral da República nesta segunda-feira (4). A PGR também acusou formalmente o irmão de Geddel, deputado federal Lúcio Vieira Lima; a mãe deles, Marluce Vieira Lima; o ex-assessor Job Ribeiro que trabalhava com Lúcio Vieira Lima; o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador Gustavo Ferraz; o sócio da empresa Cosbat Luiz Fernando Costa Filho. O caso faz parte das investigações em torno dos R$ 51 milhões encontrados em um apartamento em Salvador.

São quatro as possíveis fontes dos R$ 51 milhões conforme denúncia da PGR: propinas da construtora Odebrecht; repasses do operador financeiro Lúcio Funaro; desvios de políticos do PMDB; transferência de parte de salário de assessores.

Deixe uma resposta

Top