Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Decreto que flexibiliza posse de armas ‘não é política de segurança pública’, diz chefe da SSP

Decreto que flexibiliza posse de armas ‘não é política de segurança pública’, diz chefe da SSP

por Fernando Duarte / Ailma Teixeira

Foto: Fernando Duarte / Bahia Notícias

Para o secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, é preciso olhar “com muita cautela” o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para flexibilizar o direito à posse de armas. Assinado na última terça (15), o documento muda as regras para permitir que cidadãos de todo o Brasil possam manter armas em casa e em seus locais de trabalho, caso sejam donos dos estabelecimentos.




“Indiscriminar é sempre muito temeroso, ainda mais com a possibilidade de pessoas virem a sofrer algum tipo de atentado ou represália por parte da criminalidade, sem ter a capacidade técnica de utilizar arma e de saber reagir. A gente vê o número grande de policiais que morrem em assalto e outras coisas, já tendo um treinamento, eu acho que isso não é uma política de segurança pública”, critica o secretário em entrevista ao Bahia Notícias, nesta quinta-feira (17).

Ao longo desta manhã, Barbosa acompanha o cortejo em direção à Colina Sagrada para a Lavagem do Senhor do Bonfim.

Deixe uma resposta

Top