Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Dupla é presa depois de matar ativista LGBT; um dos suspeitos mantinha caso com a vítima

Dupla é presa depois de matar ativista LGBT; um dos suspeitos mantinha caso com a vítima

A Polícia Civil prendeu dois suspeitos de ter matado o ativista LGBTQ+, Marcos Cruz Santana, assassinado a facadas, na madrugada de domingo (18), em Itororó (lembre aqui). Os policiais prenderam Isaías Andrade de Souza Júnior, o Quenã, de 24 anos, e Josenilton Ferreira Sousa, o Jota, de 26 anos.

De acordo com as investigações policiais, Marcos e Jota mantinham um relacionamento e o crime foi motivado pela decisão de Jota, que é casado com uma mulher, de romper a relação. Segundo ele, o ativista ameaçou expor a relação dos dois num programa de rádio e por isso teria sido morto.

A vítima e os dois suspeitos estavam juntos numa festa na praça principal da cidade e dali seguiram para o local onde o crime ocorreu. Segundo informações da polícia, Quenã segurou a vítima pelos cabelos e Jota desferiu um golpe em seu pescoço, depois que Marcos caiu, Jota o esfaqueou novamente na perna e na genitália.

A dupla seguirá para o sistema prisional. Equipes da Delegacia Territorial (DT), de Itororó e da 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Itapetinga, participaram da investigação que resultou na elucidação do crime e na prisão dos assassinos…

Inhambupenoticias: whatsApp (71) 9-9912 9161  Aplicativos da Terra Nova FM 91,7 de Terra Nova Ba e Ouro Negro FM 100,5 de Catu Ba.  Baixe  Agora No Play store do seu Celular, Ouça Nossa Programação ao Vivo!

Deixe uma resposta

Top