Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Ex-gerente da Transpetro é preso em Camaçari na 47ª fase da Lava Jato

Ex-gerente da Transpetro é preso em Camaçari na 47ª fase da Lava Jato

Uma pessoa foi presa na Bahia, nesta terça-feira (21), na 47ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Sothis.

O preso, informa o site G1, se trata de José Antônio de Jesus, ex-gerente da Transpetro, que foi localizado em sua casa na cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. De acordo com a Polícia Federal, além do mandado de prisão temporária, estão sendo cumpridos na Bahia quatro mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva.

O ex-gerente e seus familiares e intermediários são suspeitos de operacionalizarem o recebimento de R$ 7 milhões de propinas pagas por empresa de engenharia, entre setembro de 2009 e março de 2014. Ele será levado para a Superintendência da PF em Curitiba.

As investigações apontam que o ex-gerente recebeu suborno para favorecer empresas em contratos com a Transpetro. Para despistar a origem do dinheiro, os valores foram depositados nas contas bancárias de parentes e pessoas próximas. O valor, aponta a investigação, era pago mensalmente em benefício do Partido dos Trabalhadores.

Segundo o procurador da República Athayde Ribeiro Costa, “houve um esquema político-partidário contínuo e duradouro na Transpetro, como na Petrobras. Os crimes praticados na Transpetro são uma nova frente de investigações da Lava Jato”.

“Este valor foi pago mensalmente em benefício do Partido dos Trabalhadores (PT), de modo independente dos pagamentos feitos pela mesma empresa a pedido da presidência da Transpetro, e que eram redirecionados ao PMDB. O ex-gerente se desligou da subsidiária da Petrobras recentemente”, disse o Ministério Público Federal.

Notícia relacionada:

PF deflagra 47ª da Lava Jato na Bahia e em outros três estados
Atualizada às 7h21

Deixe uma resposta

Top