Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Prefeitura realiza cerimônia para assinatura do termo de posse dos novos gestores eleitos das escolas municipais de Alagoinhas

Prefeitura realiza cerimônia para assinatura do termo de posse dos novos gestores eleitos das escolas municipais de Alagoinhas

A Prefeitura Municipal de Alagoinhasr, por meio da Secretaria de Educação (SEDUC), realizou no ultimo dia  (7) a assinatura do termo de posse dos gestores eleitos democraticamente para os cargos de diretor e vice-diretor das escolas municipais de Alagoinhas.

O voto que elegeu os novos gestores partiu de alunos acima de 12 anos, pais, responsáveis legais, professores, coordenadores pedagógicos e funcionários em um processo de votação realizado nos dias 24 e 25 de janeiro entre as 79 unidades escolares da zona urbana e rural.

“Na verdade, Alagoinhas sai na frente, diferente de muitos municípios, até maiores que a nossa cidade, que ainda não fazem uma eleição direta de diretores e vice-diretores”, destacou o Secretário de Educação, Fabrício Faro. Segundo ele, o evento consolida o processo democrático que tem por base o fortalecimento da gestão escolar e o incentivo à participação da comunidade.

“O fato de nós podermos escolher quem vai dirigir a escola torna-se muito importante, porque a responsabilidade acaba sendo de todos, não apenas da gestão. É o sentimento do grupo, e não o sentimento apenas de uma pessoa ou da Secretaria que indica alguém que talvez nem conheça a nossa realidade, que talvez nem saiba lidar com aquela situação”, comentou a diretora Simone Silva Santos Alves, eleita como gestora da Escola Creche Rosário da Caridade.

Para a também diretora eleita Barbara Consuelo, da Escola Municipal Pedro Furtado, a importância do processo está na gestão participativa. “Antigamente, a gente via que um diretor fazia o plano dele, mostrava para os professores, e hoje em dia os pais estão cobrando mais da gente. Isso é muito bom”, pontuou.

Na opinião de Nadja Santos, que atua na escola Professora Luzia Margarida Pinto, da zona rural, o principal desafio, a partir de agora, é “resgatar o trabalho de ensino, trazer de volta os alunos e buscar melhorias para a escola e para a comunidade”.

Para que pudessem participar da eleição e chegassem à assinatura da posse, com novos desafios e projetos em mente, entretanto, os professores e coordenadores pedagógicos passaram por um curso de gestores e participaram de uma avaliação. O processo faz parte do Decreto 4.739/2017, que regulamenta as atribuições legais para o exercício da função nas escolas de Alagoinhas.

“Eu acho que, ultimamente, a secretaria de Educação está promovendo esses cursos e, na verdade, acaba fazendo com que o gestor tenha mais recursos, mais habilidades, para se formar melhor. A partir do momento que você tem a informação ao seu lado e você busca, eu acho que é um passo `a frente para você melhorar a educação do município. Os recursos hoje empregados na educação fazem com que a gente acredite numa possibilidade melhor”, ressaltou a gestora eleita para a Escola Municipal Ministro Marco Maciel, Ilza Azevedo dos Santos.

Segundo o prefeito Joaquim Neto, alcançar melhorias para o ensino-aprendizagem das escolas municipais é o principal objetivo das ações desenvolvidas. “Vamos melhorar o desempenho no IDEB”, afirmou. E completou, “Os pais, mães, colocam os filhos na escola com interesse de um dia ver seu filho progredir na vida, e através da Educação isso é possível, então fico muito entusiasmado em ver a Educação da nossa cidade progredindo”.

O gestor também enfatizou a importância desses profissionais para o município e disse que a participação da comunidade é fundamental para a construção de novos rumos para o setor. “Minha mãe era uma educadora, professora de primeiro grau, depois de segundo grau, foi coordenadora também, diretora, vice-diretora, então fico muito orgulhoso ao ver que Alagoinhas está nesse processo democrático em que as pessoas possam escolher os seus diretores e vice-diretores”, declarou.

Para Fabrício Faro, a transformação já começou. “Tem uma frase que diz bem assim ‘a escola tem a cara do seu diretor’. Eu acredito que, com esse apoio que a SEDUC vai dar a nível de formação, o apoio logístico e administrativo, o diretor consiga fazer com que a escola tenha a cara dele, uma cara de responsabilidade, de ética, de compromisso, para que realmente os nossos alunos, que precisam da gente, tenham um aprendizado de qualidade, com a redução dos índices de evasão e com um ambiente escolar que se concretize como uma extensão da casa deles”, finalizou o Secretário de Educação.

Das 79 unidades escolares existentes no município, 7 devem permanecer até março com gestores “pro tempore”, que permanecerão no cargo provisoriamente até 2 de abril, quando deve ser divulgada a posse dos novos representantes eleitos. De acordo com a SEDUC, isso aconteceu porque essas unidades não apresentaram chapas durante o processo. O Secretário garantiu que, para a escolha dos gestores dessas escolas, deve funcionar o mesmo processo democrático de votação da comunidade escolar.

Deixe uma resposta

Top