Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO, Adsumus: empresário foragido desde maio se entrega e tem pedido prisão revogado

SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO, Adsumus: empresário foragido desde maio se entrega e tem pedido prisão revogado

O empresário Roberto Oliveira Santana, procurado desde maio deste ano por ser acusado de integrar um esquema criminoso instaurado na prefeitura de Santo Amaro da Purificação entre 2011 e 2015, cuja operação Adsumus passou a investigar, se entregou nesta quarta-feira (8).

Ele, o também empresário Paulo Sérgio Soares Vasconcelos e o ex-prefeito de Santo Amaro da Purificação, Ricardo Machado, e outros ex-agentes políticos da cidade são acusados desvio de verbas públicas, fraudes à licitação, corrupção e lavagem de dinheiro que envolvia a prefeitura de Santo Amaro e três núcleos empresariais.

O esquema se formou em contratos de obras e aluguel de máquinas, agora, o foco são contratações de do ramo de eventos e aquisição de combustível. Roberto estava foragido desde a quarta fase da operação Adsumus deflagrada em março desde ano.

Os advogados Sérgio Habib e Thales Habib, que defendem o empresário, afirmaram ao BNews que conseguiram a revogação da prisão preventiva do empresário: “Ele foi apresentado ontem na vara crime comarca de Santo Amaro. Ele assinou termo compromisso de comparecer todas as audiências sob pena revogação da liberdade”, afirmou Sérgio Habibi. O juiz que revogou a prisão do empresário foi Gustavo Teles.

Santana faz parte do núcleo dos empresários ligados à construção civil e que, segundo o Ministério Público da Bahia, teria praticado fraudes para se beneficiar juntamente com o prefeito e vice-prefeito, Ricardo Machado e Leonardo Pacheco, respectivamente, o que teria desencadeado a operação Adsumus .

Juntamente com Roberto Santana, sua filha Rafaela Santana também foi denunciada pelo MP-BA. Segundo os advogados de defesa dos dois corréus, “há fortes provas da inocência deles já tendo inclusive obtido no juízo cível a declaração de que as obras foram realizadas sem que houvesse qualquer indício de improbidade”. O processo agora segue com audiências para oitiva, em dezembro e janeiro, de testemunhas arroladas pelo Ministério Público e pela Defesa.

Questionado sobre qual expectativa para o desenrolar do processo, Habib salientou: “como advogado, acredito que Roberto e a filha Rafaela serão absolvidos, pois provarão que não praticaram nenhum ato de corrupção e que não tinham qualquer ligação com o prefeito ou com o vice-prefeito”.

 

Inhambupenoticias: whatsApp (71) 9-9912 9161  Aplicativos da Terra Nova FM 91,7 de Terra Nova Ba e Ouro Negro FM 100,5 de Catu Ba.  Baixe  Agora No Play store do seu Celular, Ouça Nossa Programação ao Vivo!

Deixe uma resposta

Top