Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Soldado da PM é preso suspeito de envolvimento na morte de jogador de basquete após briga em bar na BA

Soldado da PM é preso suspeito de envolvimento na morte de jogador de basquete após briga em bar na BA

Mais um policial militar foi preso suspeito de envolvimento na morte do jogador de basquete Edinei Moreira Bahia, ocorrida na madrugada de 5 de novembro, em Salvador. A informação foi divulgada pela Polícia Civil nesta sexta-feira (17). O caso aconteceu após uma discussão em uma casa de shows localizada no bairro do Rio Vermelho.

Conforme a Polícia Civil, o soldado Alexsandro de Souza Cerqueira se apresentou no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na quinta-feira (16), acompanhado de um advogado. Segundo a polícia, o soldado é apontado como um dos responsáveis pelos tiros que mataram Edinei e feriram outras duas pessoas.

Baiano era jogador de basquete e morava no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)Baiano era jogador de basquete e morava no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Baiano era jogador de basquete e morava no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Ainda conforme a polícia, Alexsandro alegou, em depoimento, que, na ocasião, apenas deu tiros para o alto como forma de se defender. Ainda no depoimento, o soldado disse, segundo a polícia, que agiu após ter sido ameaçado por Ediniei e os amigos dele. A briga teria começado por causa de um balde de cerveja.

Uma pistola calibre 380, que pertence a Alexsandro, foi apreendida e encaminhada para perícia no Departamento de Policia Técnica (DPT), onde será submetida ao Ibis (Sistema de Identificação Balística).

A polícia informou que o Ibis é capaz de revelar de qual arma pertence o projétil encontrado no corpo do jogador. Depois de ouvido, o policial passou por exames médicos no DPT e foi encaminhado para a Corregedoria da Policia Militar.

Em nota, a PM informou que a Corregedoria da corporação vai abrir um procedimento interno para apuração dos fatos, envolvimento e conduta do policial.

Caso

Edinei morreu após ser baleado no Largo de Santana, no bairro Rio Vermelho. Imagens gravadas por uma câmera de segurança de um estabelecimento na região registraram a correria após os disparos.

Na ocasião, um amigo de Edinei, José Raimundo de Jesus Ribeiro, de 29 anos, foi atingido no peito e no pé. Um vendedor ambulante, identificado como Ruy Moreira Bispo, de 61, também foi baleado. Os dois foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Edinei também chegou a ser socorrido para a mesma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo o DHPP, que investiga o caso, Edinei era baiano e estava em Salvador a passeio. Ele morava no Rio de Janeiro com a mulher e o filho, de 4 anos. O jogador atuava em um time de basquete amador, na capital carioca. Após a morte dele, colegas publicaram mensagens de pesar nas redes sociais.

Um funcionário da casa de shows, que não quis se identificar, contou que a confusão começou no primeiro andar do local. Depois, o grupo de homens desceu e continuou discutindo na calçada. Um homem efetuou vários disparos, que atingiram Edinei Moreira, o amigo dele e o vendedor ambulante.

Deixe uma resposta

Top