Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Último Tango: vereadores de Correntina presos por porte ilegal de armas são soltos

Último Tango: vereadores de Correntina presos por porte ilegal de armas são soltos

Os vereadores de Correntina, Milton Rodrigues de Souza e Jean Carlos Pereira dos Santos, foram soltos pela Justiça após prisão na operação Último Tango, deflagrada pelo Ministério Público estadual no final de outubro. Adenilson Pereira de Souza, Nelson da Conceição Santos e Juvenil Araújo de Souza também foram presos na ação, mas já estão em liberdade porque expiraram os mandados de prisão temporária, que tem validade de cinco dias.

Milton e Jean permaneceram presos porque foram flagrados com arma de fogo sem a devida licença para o porte. Ambos foram postos em liberdade por decisão dos juízes de direito Álvaro Marques de Freitas Filho, Francisco de Oliveira Bispo e Nartir Dantas Weber, da Vara dos Feitos Relativos a Delitos praticados por Organização Criminosa.

Segundo os promotores de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), todos os presos são envolvidos na formação de organização criminosa suspeita de fraudar processos licitatórios e contratos no município, desviar verbas públicas mediante pagamento de gratificações indevidas a servidores e realizar exigências ilícitas ao prefeito.

Dos presos na operação, apenas o presidente da Câmara da cidade, Wesley Campos Aguiar, segue preso por ter sido alvo de prisão preventiva. Ele chegou a pedir alvará de soltura, mas teve o pleito negado.

Notícias relacionadas:

“Último Tango”: operação do MP-BA prende presidente da Câmara e quatro vereadores de Correntina
Último Tango: vereador preso tem pedido de soltura negado pela Justiça

Deixe uma resposta

Top