Documento sem título
Você está em
Home > Bahia > Construção de condomínios agrava seca em lagoa na Praia do Forte

Construção de condomínios agrava seca em lagoa na Praia do Forte

A Lagoa Timeantube, localizada na Praia do Forte, costuma enfrentar estiagens anuais que fazem o nível da água oscilar. No entanto, a seca deste ano se prolongou e a situação do ecossistema ficou crítica depois que a obra para a construção de um empreendimento passou a retirar ainda mais água da lagoa. Em contato com o Bahia Notícias, o ambientalista Yordan Bosco explica que o complexo de condomínios Pedra do Castelo ganhou autorização do Inema para captar água do local há cerca de seis meses. O resort Tivoli também usa a água da lagoa para irrigar os seus jardins desde a década de 90. “Esse ano, como a seca se estendeu, ela está extremamente baixa, mas essa captação está agravando muito”, analisa o ambientalista. Ele também alerta para a situação de um mangue localizado na região. Por conta do baixo nível no Timeantube, ele não recebe água há aproximadamente três meses. “Durante todo ano a lagoa fornece água, mas agora a passagem está fechada”, relata. De acordo com Yordan, outros ecossistemas da região passam por problema semelhante, mas o Timeantube é o que passa pela situação mais grave. 


Equipamento é usado por construção para captar água

Deixe uma resposta

Top