Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Assessores de Maurício Trindade tiveram prisões decretadas em processo contra Elinaldo

Assessores de Maurício Trindade tiveram prisões decretadas em processo contra Elinaldo

Dois dos quatro assessores parentes do prefeito de Camaçari, Antônio Elinaldo (DEM), lotados no gabinete do vereador Maurício Trindade (DEM) na Câmara de Salvador enfrentaram com o chefe do Executivo camaçariense ação criminal desde 2015. Cristiano Araújo da Silva e Ivan Pedro Moreira de Souza, que são irmão e cunhado do democrataa, foram arrolados como réus e tiveram prisão decretada por fazerem movimentações bancárias, de acordo com o judiciário, em nome de Elinaldo no valor de R$ 4 milhões.

Os três citados tiveram prisões decretas e foram investigados pelos crimes de sonegação fiscal, organização criminosa, lavagem dinheiro e jogos de azar (contravenção penal), como os demais também. Cristiano está empregado na Câmara de Salvador com o valor de R$ 6.596,04 e Ivan Pedro com o valor de R$ 8.994,54. Ambos não foram exonerados das funções.

O Ministério Público da Bahia busca informações para emitir recomendação ao legislativo soteropolitano que só permita a nomeação de um membro por família no mesmo gabinete.

 

Matéria relacionada:

Ministério Público pede volta de Antonio Elinaldo à prisão

Deixe uma resposta

Top