Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Governo federal propõe redução do subsídio do Minha Casa, Minha Vida

Governo federal propõe redução do subsídio do Minha Casa, Minha Vida

governo federal quer reduzir sua parte num subsídio do programa de moradia popular Minha Casa Minha Vida (MCMV). Conforme o Uol, a proposta é cortar de 10% para 3% a participação do governo num subsídio chamado “desconto”, dentro do orçamento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Isso tiraria R$ 630 milhões de uma verba total de R$ 66 bilhões.




O FGTS conta com um funding (fonte de recursos disponíveis) de R$ 57 bilhões para financiamentos de imóveis para as faixas 1,5 (renda familiar de R$ 1.800 até R$ 2.600); 2 (de R$ 2.600 até R$ 4.000) e 3 (de R$ 7.000 a R$ 9.000). 2) O FGTS conta ainda com um montante de R$ 9 bilhões para subsídios, chamado “desconto”. Desses R$ 9 bilhões, o FGTS entra com 90%. Ou seja, com R$ 8,1 bilhões. O governo entra com 10%. Isto é, com R$ 900 milhões.

Com a proposta atual do governo, o FGTS entraria com 97%, subindo de R$ 8,1 bilhões para R$ 8,73 bilhões, e o governo com 3%, caindo de R$ 900 milhões para R$ 270 milhões. Ou seja, a diferença de parte do governo seria de R$ 630 milhões para menos, montante a ser absorvido pelo FGTS, mas sem alteração alguma dos R$ 57 bilhões para os financiamentos e dos R$ 9 bilhões para subsídios.

O impasse sobre isso tem causado interrupções e atrasos em construções de imóveis. A mudança ainda precisa de apoio dos ministérios da Economia e do Desenvolvimento Regional e da aprovação do Conselho Curador do FGTS

Com informações do UOL
Inhambupenoticias: Falar com Reinaldo Silva Radialista – whatsApp (71) 9-9912 9161
E-MAIL: inhambupenoticias1967@gmail.com Baixe nosso aplicativo no play store do seu celular 95, FM de Alagoinhas, Ouro Negro FM 100,5 de Catu Ba. Baixe Agora No Play store do seu Celular, Ouça Nossa Programação ao Vivo Pelo RadiosNet

Deixe uma resposta

Top