Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Luislinda deixou 22 cargos sem chefia no ministério; PGR analisa denúncia

Luislinda deixou 22 cargos sem chefia no ministério; PGR analisa denúncia

Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

A Procuradoria-Geral da República recebeu denúncia apresentada contra a ministra Luislinda Valois, na qual é acusada de “omissão e gestão irresponsável” da pasta de Direitos Humanos. Segundo informações da Coluna do Estadão, do jornal O Estado de São Paulo, a denúncia foi feita pelo Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, que reúne cerca de mil instituições da sociedade civil. A  entidade afirma que vários cargos não foram preenchidos por Luislinda, prejudicando a atuação da pasta. A tucana também é acusada de “atuar de forma persecutória contra servidores do ministério”, ou seja perseguir funcionários do ministério. Ao todo, são 22 cargos de chefia vagos, entre eles seis coordenações da Secretaria de Igualdade Racial. Já na Secretaria da Criança e do Adolescente, duas diretorias estão sem chefia. Não estão sendo considerados na lista os cargos vagos no terceiro escalão.

Deixe uma resposta

Top