Documento sem título
Você está em
Home > Destaques > Rompimento politico entre Roberto Torres e o prefeito Joaquim Neto está cada vez mais próximo

Rompimento politico entre Roberto Torres e o prefeito Joaquim Neto está cada vez mais próximo

O presidente da Câmara Municipal de Alagoinhas, Roberto Torres, está cada vez mais perto de romper politicamente com o prefeito Joaquim Neto(DEM). Nos bastidores o rompimento já é dado como certo.
Banner e parking
O desgaste do governo Joaquim Neto, aliado à interferencia cada vez mais forte do irmão do mandatário, Manoel Cardoso, na gestão, pavimentam o caminho do rompimento. Soma-se a isso as denuncias de supostas irregularidades da secretária municipal de saúde, Rosania Rabelo, que foi convocada a prestar esclarecimentos na Casa Legislativa.




Roberto Torres, na sessão da última terça-feira, não escondeu seu desconforto com as denuncias apresentadas contra a secretária de saude. Chegou a se pronunciar defendendo a convocação, mesmo após o requerimento ter sido aprovado com 9 assinaturas dos parlamentares.

Na Secretaria de Serviços Públicos(SESEP), segundo pessoas que convivem na secretaria, o secretário Edmilson Figueiredo estaria incomodado com as interferências do irmão do prefeito, Manoel Cardoso, em assuntos da pasta. Reclamação esta compartilhada por outros secretários da gestão Joaquim Neto. Edmilson assumiu a SESEP por indicação de Roberto Torres, após o rompimento do prefeito com o grupo do dep. Paulo Azi que culminou na exoneração do então secretário da pasta, Harnoldo Azi.

Com o rompimento, Joaquim perderia o seu principal aliado na Câmara e pode abrir espaço para debandada de outros vereadores.

Direito de Resposta

O secretário Edmilson Figueiredo negou que haja algum tipo de interferencia do irmão do prefeito, Manoel Cardoso, e que nunca falou nada contra o governo. Edmilson classificou como mentiras as informações colocadas sobre a SESEP.

*Texto modificado as 13:43 do dia 24/03/2019

Por Caio Pimenta para o News Infoco

Deixe uma resposta

Top